Ministério da Saúde assina contrato com o Instituto Butantan para a compra de mais 54 milhões de doses da CoronaVac

98

As doses se somam às 46 milhões de doses já adquiridas pela pasta junto ao instituto, totalizando 100 milhões de doses da CoronaVac para o governo federal.

O Ministério da Saúde assinou na segunda-feira (15) o contrato com o Instituto Butantan para a compra de 54 milhões de doses da vacina Coronavac. A vacina contra Covid-19 é desenvolvida pelo instituto em parceria com o laboratório chinês Sinovac.

No final de janeiro, o Ministério da Saúde disse que a aquisição estava confirmada, mas a assinatura do contrato não havia sido feita até então. Agora, as 54 milhões de doses se somam às 46 milhões já adquiridas pela pasta junto ao instituto, totalizando 100 milhões de doses da CoronaVac para o governo federal, que devem ser entregues até setembro.

O contrato para a inclusão da vacina no Plano Nacional de Imunização (PNI) já previa a compra de 46 milhões de doses da CoronaVac, com entrega até 30 de abril.

O secretário executivo do Ministério da Saúde, Elcio Franco, afirmou que o governo federal tinha até maio para sinalizar o interesse pela compra, mas preferiu adiantar a confirmação.

“Preferimos adiantar a confirmação para termos logo essas 54 milhões de doses”, disse nesta terça-feira (16), por meio de nota.

O diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, confirmou à GloboNews a assinatura do contrato.

Além da Coronavac, segundo o Ministério, o país receberá até dezembro mais 42,5 milhões de doses de vacinas fornecidas pelo Consórcio Covax Facility. O governo também diz que contratou da Fundação Oswaldo Cruz mais 222,4 milhões de doses que começaram a ser entregues mês passado.