Facebook e Twitter terão alerta em posts que declarem vitória antecipada nas eleições dos EUA

173

Redes sociais planejaram um selo para publicações que afirmem que um candidato foi eleito antes de as autoridades anunciarem o vencedor.

O Facebook e o Twitter anunciaram medidas para conter a desinformação sobre o resultado das eleições nos Estados Unidos, que acontecem nesta Terça- feira (3) Ambas as redes sociais disseram que vão incluir um alerta em publicações que declarem um vencedor antes do resultado oficial.

Os aplicativos do Facebook, incluindo o instagram, terão um destaque no topo com informações sobre as eleições.

A empresa disse que se um candidato ou partido declarar uma “vitória prematura”, um selo abaixo da publicação vai informar que “os votos estão sendo contados” e que o vencedor ainda não foi anunciado.

Publicações que façam alegações para que as pessoas não votem serão removidas, segundo o Facebook.

Um selo similar vai aparecer no Twitter, afirmando que “fontes oficiais anunciaram um resultado diferente” ou que “as autoridades ainda não oficializaram o resultado” quando um tuíte sobre o tema for publicado.

Esse aviso poderá aparecer nas contas de candidatos, em contas baseadas nos EUA que tenham mais de 100 mil seguidores ou em publicações com alto engajamento (mais de 25 mil curtidas ou retuítes)

A plataforma disse que conteúdos que “incitem interferência nas eleições, encorajando ações violentas ou outros danos físicos” poderão ser removidos.

Publicação de Trump rotulada

As duas redes sociais adicionaram na noite de segunda-feira (2) um alerta em publicações do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que alegaram que uma decisão da Suprema Corte do país sobre a votação por correio na Pensilvânia levaria a uma fraude generalizada e que era “muito perigosa”.