Doenças na infância: Quais são os principais perigos em não vacinar o seu filho durante a pandemia?

35

As experiências vividas e os cuidados com a saúde nos primeiros anos de vida de uma criança são fundamentais para a formação do adulto que ela será no futuro. Em meio ao período desafiador de uma pandemia, é fundamental manter o calendário de vacinação em dia para prevenção contra doenças antes que elas apareçam.1

“As crianças são mais vulneráveis a uma série de doenças. Isso ocorre porque seu sistema de autodefesa, chamado de ‘sistema imunológico’, ainda não está totalmente desenvolvido. Por isso, elas são mais suscetíveis a doenças infecciosas como meningite meningocócica, catapora, sarampo, coqueluche e pneumonia. Como forma de proteção, é necessário sempre manter o cartão de vacinação atualizado com as vacinas e doses recomendadas”, conta Dr. Jessé Alves (CRM 71991 SP), infectologista e gerente médico de vacinas da GSK.

E quais são os principais perigos em não vacinar as crianças? As doenças imunopreveníveis são potencialmente graves, em especial em lactentes e outros grupos vulneráveis, e podem até levar a óbito.1 “Algumas doenças e o sofrimento que elas causam podem ser prevenidos com vacinas. O fato de não vacinar ou retardar a vacina das crianças faz com que elas fiquem desnecessariamente vulneráveis. As vacinas reduzem o risco de infecção, evitam o agravamento das doenças, internações e até mesmo óbitos, estimulando as defesas naturais do corpo, ajudando-o a desenvolver a imunidade”, afirma Dr. Jessé.

Além disso, os efeitos benéficos da vacinação contra algumas doenças não estão limitados somente às crianças e pessoas que foram imunizadas.2 As altas coberturas vacinais permitem, na maioria das vezes, não somente proteção individual, mas também a proteção de toda a população, reduzindo a incidência de doenças e impedindo a transmissão para pessoas suscetíveis.2 “Devido a alergias graves, doenças que debilitam o sistema imunológico ou outras razões, alguns bebês e crianças não podem receber determinadas vacinas. Para ajudá-los a se manterem protegidos e evitar a disseminação de doenças, é importante que as outras pessoas que estão em volta deste bebê sejam imunizadas”, alerta Dr. Jessé.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a vacinação em massa evita entre 2 a 3 milhões de mortes por ano.3 O Ministério da Saúde orienta a vacinação das crianças de acordo com o calendário do Programa Nacional de Imunizações (PNI) e todas as vacinas recomendadas no PNI estão disponíveis gratuitamente nos postos de saúde pelo Sistema Único de Saúde (SUS).4,5

A Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm) e a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) possuem calendários de vacinação com recomendações que complementam o PNI, abrangendo também vacinas que atualmente só estão disponíveis na rede privada para a imunização de crianças e jovens.6,7

Material dirigido ao público geral. Por favor, consulte o seu médico.

Sobre a GSK

Somos uma empresa global de saúde com foco em ciência e com um propósito especial de ajudar as pessoas a fazer mais, sentir-se melhor e viver mais. Temos três negócios globais que pesquisam, desenvolvem e fabricam medicamentos inovadores, vacinas e produtos de saúde. Nosso objetivo é ser uma das empresas de saúde mais inovadoras, confiáveis e com o melhor desempenho do mundo. Para mais informações, visite www.gsk.com.br.

Referências:

  1. SOCIEDADE BRASILEIRA DE IMUNIZAÇÕES. Informe Técnico (09/04/2020). Vacinação de rotina durante a pandemia de COVID-19. Disponível em: <https://sbim.org.br/images/files/notas-tecnicas/nota-tecnica-sbim-vacinacao-rotina-pandemia.pdf>. Acesso em: 14 maio. 2020.
  2. MINISTRY OF HEALTH. Immunisation Handbook. Wellington: Ministry of Health, 2017. Disponível em:<http://www.moh.govt.nz/notebook/nbbooks.nsf/0/4EADF56C3D807998CC25814C0075D0D7/$file/immunisation-handbook-2017-may17-v2.pdf>. Acesso em: 06 maio. 2020.
  3. SOCIEDADE BRASILEIRA DE PEDIATRIA. SBP e CFM alertam a população e os médicos para a necessidade de estar com o calendário de vacinação em dia. Disponível em: <http://www.sbp.com.br/imprensa/detalhe/nid/sbp-e-cfm-alertam-a-populacao-e-os-medicos-para-a-necessidade-da-estar-com-o-calendario-de-vacinacao-em-dia/>. Acesso em: 06 maio. 2020.
  4. BRASIL. Ministério da Saúde. Vacinação é a maneira mais eficaz para evitar doenças. Disponível em: <https://www.saude.gov.br/noticias/agencia-saude/45875-vacinacao-e-a-maneira-mais-eficaz-para-evitar-doencas>. Acesso em: 06 maio. 2020.
  5. BRASIL. Ministério da Saúde. Calendário nacional de vacinação da criança. Disponível em: <https://www.saude.gov.br/images/pdf/2020/marco/04/Calendario-Vacinao-2020-Crian--a.pdf>. Acesso em: 06 maio. 2020.
  6. SOCIEDADE BRASILEIRA DE IMUNIZAÇÕES. Calendário vacinal SBIm 2019/2020: do nascimento a terceira idade (atualizado em 21/01/2020). Disponível em: <https://sbim.org.br/images/calendarios/calend-sbim-0-100.pdf>. Acesso em: 06 maio. 2020.
  7. SOCIEDADE BRASILEIRA DE PEDIATRIA. Calendário de vacinação da SBP 2020. Disponível em: <https://www.sbp.com.br/fileadmin/user_upload/22268g-DocCient-Calendario_Vacinacao_2020.pdf>. Acesso em: 06 maio. 2020.

ASSESSORIA