Polícia Federal ignora Justiça e proíbe Lula de receber visita religiosa

45
Ex-Presidente Luiz Incio Lula da Silva particpa do Seminário sobre Educaçao Pública Desenvolvimento e Soberania Nacional, no CICB. Brasília, 09-10-2017. Foto: Sérgio Lima/PODER 360

A Polícia Federal de Curitiba desconsiderou uma decisão do Tribunal Federal da 4a Região (TRF-4) e manteve a proibição do ex-presidente Lula de receber visitas religiosas em sua cela, segundo informa Bela Megale, blogueira do O Globo.

No início do mês, o Tribunal revisou a decisão da 12a Vara de Curitiba que proibia o petista de receber religiosos e permitiu que Lula encontrasse mensalmente um líder espiritual, independentemente da crença.

“A periodicidade da assistência religiosa ao agravante deverá ser a mesma oferecida aos demais custodiados. No entanto, não se pode determinar de qual religião será a assistência oferecida ao agravante. A crença individual do recorrente deverá ser respeitada, oportunizando-lhe o contato com as religiões que lhe convierem”, diz o acordão.

A defesa de Lula levou a decisão do Tribunal à PF, solicitando que o ex-presidente recebesse nesta tarde o bispo auxiliar da Arquidiocese de Curitiba, Dom Francisco Cota Oliveira.

A PF indeferiu o pedido e solicitou que fosse feito um novo convite para o bispo ir à sede de Curitiba no próximo mês para visitar todos os detentos.

Desde janeiro, Lula não recebe mais visitas religiosas. Na gestão de Maurício Valeixo, que deixou a superintendência da PF paranaense para se tornar o chefe do órgão em Brasília, ele tinha esses encontros em sua cela uma vez por semana.