Página da Bíblia encontrada nos destroços do 11 de setembro expõe versículo sobre perdão

47

Uma Bíblia, misturada com aço derretido dos edifícios que sofreram os ataques em 11 de setembro, foi encontrada por um bombeiro quando vasculhava os escombros das Torres Gêmeas após os atentados terroristas que vitimaram milhares de pessoas.

Em março de 2002, ele estava com uma equipe procurando os restos da torre sul quando fez a descoberta impensável: Bíblia fundida em um pedaço de aço.

Em choque, o bombeiro imediatamente levou a Bíblia para Joel Meyerowitz, que era o fotógrafo designado para trabalhar no Marco Zero por nove meses.

“Esta Bíblia triturada, queimada e coberta de entulho chegou até mim das mãos amorosas de um bombeiro que sabia que eu era o detentor do recorde no marco zero”, disse o fotógrafo, segundo reportagem do The New York Times.

Meyerowitz, autor de “Aftermath: World Trade Center Archive” (Rescaldo: Arquivo do World Trade Center), conta que ficou totalmente sem palavras quando seus olhos se voltaram para o versículo bíblico exposto na superfície do que ele chamou de aço “em forma de coração”.

Lá estava o texto de Mateus 5:38-39:

“Ouvistes que foi dito: Olho por olho, dente por dente. Mas eu vos digo que não resistais ao mal; mas quem quer que te fira na face direita, vire para ele a outra também”.

“Meu espanto ao ver a página em que a Bíblia estava aberta me fez perceber que a mensagem da Bíblia sobrevive ao longo do tempo”, disse Joel. “E em todas as épocas, interpretamos seus ensinamentos de maneira renovada, conforme a ocasião exige.”

O fotógrafo disse que ficou totalmente hipnotizado por ter encontrado, em meio a toda aquela destruição, “esse pedaço de pergaminho frágil e poderoso que foi capaz de suportar [tudo e enviar uma mensagem duradoura para todos nós]”.

“Nossa natureza carnal nos exorta a retribuir o mal pelo mal, mas Deus nos chama a pressionar no perdão e no amor, deixando vingança para ele”, explicou.

Os restos da Bíblia foram preservados e está no Museu do Memorial do 11 de setembro em Nova York, onde pode ser vista pelos visitantes.