Formação apoiada pela Nexa compartilha práticas de enfrentamento da violência no ambiente escolar

17

Na última semana de agosto, profissionais que atuam na Secretaria de Educação e Cultura de Aripuanã (SEMEC) tiveram a oportunidade de participar de uma formação especial sobre “Práticas Restaurativas e Resolução de Conflitos de Maneira não Violenta”. A iniciativa integra o Projeto “Práticas Restaurativas”, desenvolvido pela SEMEC e apoiado pela Nexa em parceria com o Instituto Votorantim e Instituto Mediativa, e compõe a estratégia de projetos sociais para melhoria da qualidade da educação no município, tendo a finalidade de capacitar profissionais da educação para reduzir a violência escolar nas suas mais diversas formas.

O projeto piloto que está sendo desenvolvido em Conselvan esse ano foi pautado com base em uma pesquisa realizada na Escola Municipal Jose Ary Da Costa, Escola Estadual Dom Franco Dalla Valle e no Centro Educacional Infantil Professora Lucia Valtman Martins. O estudo teve como principal objetivo identificar os tipos de violência que acontecem com mais frequência nessas escolas, como agressão verbal ou física, indisciplina, bullyng e discriminação.

Sabrina De Souza Tenello, analista de Projetos Sociais da Nexa, explica que o intuito deste trabalho é identificar os conflitos e propor soluções para que os profissionais possam lidar com esses tipos de comportamentos inadequados e que comprometem todo o processo de ensino-aprendizagem escolar. “O Projeto Práticas Restaurativas está sendo realizado com as escolas de Conselvan e tem como objetivo capacitar o corpo docente e funcionários a tratarem os conflitos escolares para restaurar vínculos entre as partes e possibilitar um ambiente de ensino e aprendizagem mais saudável”, diz.

A consultora do Instituto Mediativa, Cristina Telles Assumpção, responsável por fazer o levantamento dos índices nas escolas, destacou a importância e relevância desta temática para o conhecimento de toda sociedade. “É muito importante que a gente tenha essa disseminação do trabalho para todos os âmbitos, desde secretaria, escolas, pais, funcionários e alunos. As práticas restaurativas devem ser uma cultura para toda comunidade”, ressalta. Cristina também enfatizou que estes distintos conflitos do universo escolar é algo presente em boa parte do território nacional e que ações precisam ser formuladas para que ocorram mudanças significativas.

Para o Secretário Municipal de Educação e Cultura, Ermes José dos Reis, este tipo de formação aos profissionais da educação é extremamente válida, pois facilita o conhecimento dos tipos de conflito, tanto do ponto de vista teórico como prático. “Quando nós pegamos uma formação como esta, que trabalha a situação de conflitos nas escolas, nos auxilia principalmente em conhecer como lidar com a indisciplina, a falta de respeito, as violências veladas e não veladas dentro da escola, as agressões verbais ou físicas, então para nós que trabalhamos diretamente com os alunos é importante, pois nos passa a informar como lidar diretamente com esses conflitos” explica.

Sobre a Nexa
A Nexa Resources é uma produtora de zinco com mais de 60 anos de experiência no desenvolvimento e operação de ativos de mineração e metalurgia na América Latina. A empresa possui cinco minas subterrâneas, três localizadas nos Andes centrais do Peru e duas localizadas no estado de Minas Gerais no Brasil.  Duas das minas da Companhia, Cerro Lindo, no Peru, e Vazante, no Brasil, estão entre as 12 maiores minas de zinco do mundo. Para mais detalhes, acesse: www.nexaresources.com.