Malafaia diz que cometeu erros no casamento e aconselha sobre união: “Não deve ter disputa”

46

Uma das características mais marcantes do pastor Silas Malafaia é seu temperamento explosivo. Ele mesmo admitiu isso em uma publicação recente e afirmou que isso foi fonte de estresse e problemas psicológicos para sua esposa, Elizete, causando problemas em seu casamento.

No Instagram, Malafaia publicou uma foto ao lado da esposa com o título “Erros que cometi no casamento”, e na legenda, explicou qual era sua intenção ao compartilhar tais detalhes: “Para que sirva de exemplo e você não erre da mesma forma”.

“O primeiro erro foi que eu vivi debaixo de muita pressão por causa do meu ministério, e isso me estressou tanto que joguei essa carga emocional estressante em cima da Elizete”, admitiu o pastor, que há quase uma década lidera a Assembleia de Deus Vitória em Cristo.

Elizete é filha do saudoso pastor José Santos, que era pastor da Assembleia de Deus na Penha, no Rio de Janeiro. Ele liderou a congregação por 50 anos, até sua morte em fevereiro de 2010 aos 83 anos.

Em seu começo de ministério, Malafaia, já pastor e genro do pastor principal de sua igreja, trabalhava de maneira frenética. E isso, segundo ele, foi um erro: “O segundo foi que eu deveria ter ido mais devagar, porque eu sempre fiz muitas coisas num ritmo muito pesado. Quem está à frente não sente tanto, mas quem está ao lado, fica sem saber o que vai acontecer. O meu estilo de vida causou muita pressão emocional e psicológica na minha esposa”, lamentou.

Antes de assumir a presidência da AD Penha (e mudar seu nome para AD Vitória em Cristo), Malafaia era um pastor conferencista, pregando em eventos Brasil afora, além de escritor. Nessa época, já era comum vê-lo envolto em polêmicas. “Outro erro foi que eu entrei em muitos embates, e ela me via falando nervoso e isso também não foi uma coisa boa”, constatou.

“Eu poderia ter tratado ela melhor, porque quando eu era mais novo, eu era muito agitado por causa do meu temperamento. Eu poderia ter diminuído um pouco o meu ritmo para não pressiona-la”, disse Malafaia, constatando que era possível alcançar os mesmos objetivos se portando de outra maneira.

Ao final, o pastor disse entender que, apesar de tudo, o saldo foi positivo: “Eu cometi erros, mas tive mais acertos que erros. Elizete cometeu menos erros e mais acertos do que eu. A gente não entra no casamento para ser feliz, mas para fazer o outro feliz. No casamento não deve ter disputa, mas deve ser uma parceria. E a minha esposa soube compreender tudo isso e todos os desafios que vivi. O amor é algo extraordinário que supera crises!”, concluiu.