Visão: Rebelião, explosão e incêndio, placa, presos e Defensoria pública de Goiânia, NASA, quebra de barragem

37

Na madrugada deste dia, 18 de julho de 2019 eu tive às seguintes visões:
Eu ouvia noticiários e via cenas de casos que aconteciam em diversos lugares ao mesmo tempo, mas eu não conseguia entender, porém, eu ouvir  duas vozes que eu sabia que era das jornalistas Adriana Araújo e da Janine Borba, e eu entendi algo que a Janine falou, foi: “vive momentos de tensão e amargura”.
Enquanto isto, eu via um lugar não sei se era uma sala, parecia uma área deste tipo,  e haviam muitos homens próximo, naquele lugar, subia um intenso fogo, eu tive a impressão que o fogo era provocado, eu vi um homem lançar algo dentro.
E o fogo subia muito e alastrava-se.
Parei de ver
Eu já tive uma visão similar,  (penso até que seja uma rebelião penitenciária)

Depois eu vi uma explosão, vi muito fogo, incêndio. Parei de ver.

Depois, eu ouvia a voz do Celso Freitas fazendo um noticiário, era algo tenso, o ouvir por várias vezes,  mas eu não conseguir entender, pois eu estava pensativa e não conseguia descansar a mente.

Depois eu vi uma placa, depois a vi de novo, parecia placa de carro, mas maior, tinha algo nela em alto relevo, eu não conseguia entender.  Parei de ver.
(Não tenho ideia do que se trata, se não for alguma coisa com às placas nova)

Depois eu via cenas obscuras, ilegíveis a mim.
Havia muito tumulto, balbúrdia, confusão e tensão.
Foi quando eu ouvir um homem dizer: “preste atenção hoje, para falar com a Defesa Pública de Goiânia”
Eu sabia que este homem dava esta ordem para alguém e que era urgente, e tinha que ser obedecida.
Eu também tive a sensação que ele estava preso.
Minha mente voltou.

Depois eu ouvia algo espetacular. Eu tive a sensação que;  algo não era verdade, e todos achassem ser verdade, porque isto era o que foi passado.
E, como um grande estrondo a farsa veio a tona, e eu ouvir a palavra NASA.
E eu ouvia alguém que estava em outra Nação, e ele falava como um historiador, e ele disse:  “Porque os Estados Unidos não mandou mais ninguém, sempre tem alguma coisa…”
A minha mente voltou.
(Dentro de mim, eu pre-sentia que se tratava da ida do homem a lua)

A pouco, aproximadamente às 7:00hs, eu vi um lugar, parecia haver uma barra gigante de ferro ao meio, era larga e parecia que estava sendo  sustentada por cabos suspensos. Ou era uma forte muralha de pedras. 
De repente, por detrás desta barra, desceu-se tudo, e águas assustadoras desciam pela esquerda e pela direita desta barra ou parede de tamanha forma que eu a via às águas a ultrapassar.
Algo impressionantemente horrível.
Minha mente voltou.
(Acredito que isto e quebra de barragem)

Mas, quando vier isto (eis que está para vir), então saberão que houve no meio deles um profeta.
Ezequiel 33:33

Pra Elza Amorim Carvalho
Elzacarvalho68@gmail.com