Como identificar e tratar a gripe A (H1N1 ou H3N2)

85

A gripe A é um dos principais tipos da gripe que surge todos os anos, mais frequentemente no Inverno. Esta gripe pode ser causada por duas variantes do vírus Influenza A, o H1N1 e o H3N2, mas ambos geram sintomas semelhantes e são também tratados de forma igual.

A gripe A tende a evoluir de uma forma muito violenta se não for tratada adequadamente, sendo por isso muito importante consultar um médico se se suspeitar que se está com gripe A, pois caso contrário, esta pode causar complicações mais graves como a síndrome da angústia respiratória, pneumonia, falência respiratória ou até mesmo a morte.

Sintomas de Gripe A

Os principais sintomas da gripe A são:

  • Febre acima dos 38 ºC e que surge de maneira repentina;
  • Dores no corpo;
  • Dores de garganta;
  • Dor de cabeça;
  • Tosse;
  • Espirros;
  • Calafrios;
  • Fadiga ou cansaço.

Além destes sintomas e do mal estar constante, também podem surgir diarreia e alguns vômitos, especialmente em crianças, que acabam passando com o tempo.

Como saber se é Gripe A?

Apesar dos sintomas da gripe A serem muito semelhantes ao da gripe comum, estes tendem a ser mais agressivos e intensos, obrigando muitas vezes a ficar de cama e a descansar durante alguns dias, e muitas vezes o seu surgimento não tem qualquer aviso, aparecendo quase repentinamente.

Além disso, a gripe A é altamente contagiosa, tornando-se muito fácil transmitir para outras pessoas com as quais esteve em contato. Se existirem suspeitas desta gripe, é recomendado que usar máscara e ir ao médico, para que possam ser realizados os exames que confirmam a presença do vírus. 

Qual a diferença entre H1N1 e H3N2?

A principal diferença entre a gripe causada pelo H1N1 ou pelo H3N2 é o próprio vírus que causa a infecção, no entanto, os sintomas, o tratamento e a forma de transmissão são semelhantes. Estes dois tipos de vírus estão presentes na vacina da gripe, juntamente com o Influenza B, e, por isso, quem faz a vacinação todos os anos, está protegido contra a gripe.

No entanto, muitas vezes, o vírus H3N2 é confundido com o H2N3, um outro tipo de vírus que não afeta humanos, se transmitindo apenas entre os animais. De fato, não existe vacina ou tratamento contra o vírus H2N3, mas apenas porque esse vírus não afeta os humanos.

Como é feito o tratamento

O tratamento para a gripe A é feito com remédios antivirais como Oseltamivir ou Zanamivir e geralmente o tratamento apresenta melhores resultados se for logo iniciado nas primeiras 48 horas após o surgimento dos primeiros sintomas. Além disso, o médico também pode recomendar remédios para aliviar os sintomas como Paracetamol ou Tylenol, Ibuprofeno, Benegripe, Apracur ou Bisolvon por exemplo, que aliviam sintomas como febre, dor de garganta, tosse ou dores musculares.

Para complementar o tratamento, além dos remédios é também recomendado repousar e manter a hidratação bebendo muita água, não sendo recomendado ir trabalhar, ir para a escola ou frequentar locais com muitas pessoas enquanto está com a gripe. O tratamento também pode ser complementado com remédios naturais, como o xarope de gengibre, por exemplo, que possui propriedades analgésicas, anti-inflamatórias e expectorantes, sendo ótimo para gripe. 

Além disso, para evitar a gripe A e as suas possíveis complicações, está disponível a vacina da gripe, que ajuda a proteger o organismo contra os principais tipos de vírus que causam a gripe.

Como identificar e tratar a gripe A (H1N1 ou H3N2)

Quando tomar a vacina da gripe

Para evitar pegar gripe A, está disponível a vacina da gripe que protege o organismo contra os vírus mais comuns da gripe, como o H1N1, o H3N2 e o Influenza B. Esta vacina é especialmente indicada para alguns grupos de risco que apresentam maiores chances de contrair a gripe, sendo eles:

  • Idosos com mais de 65 anos;
  • Pessoas que têm o sistema imunológico comprometido como portadores de AIDS ou miastenia gravis por exemplo;
  • Portadores de doenças crônicas, como diabéticos, doentes do fígado, coração ou asmáticos, por exemplo;
  • Crianças com menos de 2 anos de idade;
  • Mulheres grávidas, pois não podem tomar medicamentos.

Idealmente, a vacina deve ser feita todos os anos para garantir uma proteção eficaz, já que a cada ano surgem novas mutações do vírus da gripe.

Como evitar pegar Gripe A

Para evitar pegar gripe A, existem algumas medidas que podem ajudar a impedir o contágio, sendo recomendado evitar ficar em locais fechados ou com muitas pessoas, lavar as mãos regularmente, cobrir sempre o nariz e a boca ao tossir ou espirrar e evitar o contato com pessoas que apresentam sintomas de gripe.

A principal forma de contágio da gripe A é por via respiratória, onde apenas é necessário respirar gotículas que contenham o vírus H1N1 ou H3N2, para correr o risco de ficar com esta gripe.