Remédios para corrimento e opções de remédios caseiros

161
Woman lying on bed

Cada tipo de corrimento pode indicar uma diferente situação, que varia desde a secreção fisiológica da mulher até situações de inflamação mais graves, entretanto, na maioria das vezes, o corrimento indica a presença de alguma infecção vaginal. Por isso, o tratamento costuma ser feito com remédios antibióticos ou antifúngicos, como Metronidazol, Clindamicina, Miconazol ou Fluconazol, por exemplo, em creme, pomada ou comprimido. 

Estes remédios devem ser indicados pelo ginecologista, e caso a mulher note que existe um corrimento vaginal, ela deve marcar uma consulta para identificar qual é o microorganismo que está causando este sintoma e indicar o remédio mais apropriado. 

O corrimento é o aumento do fluxo vaginal, que pode surgir com diferentes características, como com colorações transparente, branca, amarela, verde ou marrom, além de ter consistências mais fluidas ou pastosa, ter variados odores e ser acompanhado de outros sintomas como coceira e dor. 

Em geral, os corrimentos vaginais mais comuns podem ser tratado da seguinte forma:

Tipo de corrimento Remédios
Corrimento amarelado, com mau cheiro semelhante ao de peixe podre, com ardor ao urinar e intensificação do cheiro após o contato íntimo.

  • Causa provávelVaginose bacteriana.
Metronidazol 500 mg de 12/12h uso oral, durante 7 dias consecutivos;Metronidazol gel 0,75%, uso intravaginal, por 5 noites;

Clindamicina creme 2% uso intravaginal, por 7 noites.

Corrimento branco, semelhante ao leite coalhado, com ou sem cheiro, intensa coceira e ardor ao urinar.

  • Causa provável: Candidíase.
Clotrimazol creme 2%, uso intravaginal por 7-14 noites;Nistatina creme, uso intravaginal por 14 noites;

Fluconazol 150mg uso oral, dose única.

Corrimento acinzentado, abundante, espumoso, mal cheiroso, ou de cor amarelo-esverdeada.

  • Causa provável: Tricomoníase.
Metronidazol 2g uso oral, dose única;Tinidazol 2g uso oral, dose única;

Secnidazol 2g uso oral, dose única.

Corrimento amarelo-esverdeado com mau cheiro, sangramentos e ardor ao urinar e no contato íntimo.

  • Causa provável: Gonorréia.
Ciprofloxacina 500mg, uso oral, em dose única;Ceftriaxona 1g, uso intramuscular, dose única.

 

Essas medicações só podem ser prescritas pelo médico, e só serão vendidas na farmácia com a respectiva receita. É importante que a mulher descreva seus sintomas e seja examinada pelo ginecologista, para fazer o diagnóstico. Na maior parte das vezes, o médico é capaz de identificar o agente causador do corrimento somente pelos sintomas, mas, para confirmar o diagnóstico, ele pode pedir um exame mais específico.

Além disso, é importante lembrar que o tratamento pode variar na gravidez, já que alguns medicamentos são contra-indicados neste período. 

Opções de remédios caseiros

Os remédios caseiros não devem substituir as orientações do médico, entretanto, podem ser usados em conjunto com os remédios para acelerar a cura e diminuir os sintomas, além de serem uma boa opção para prevenir infecções.

Algumas opções incluem:

  • Fazer um banho de assento com chá de folhas de goiabeira, 2 vezes ao dia, útil para combater o corrimento por Tricomoníase e Candidíase;
  • Lavar a região íntima com chá de vassourinha-doce com goiabeira, secando com um pano limpo e macio, durante 1 semana;
  • Investir em uma alimentação natural, à base de frutas, legumes e verduras, evitando ao máximo o consumo de alimentos industrializados.