Duvidando da palavra de Deus

110

É assim que Deus disse: Não comereis de toda a árvore do jardim?

Gênesis 3:1

Perguntas e dúvidas foram levantadas nas Sagradas Escrituras por todo tipo de questionadores. O próprio Deus fez ao  povo perguntas penetrantemente graves. Muitos homens e mulheres vieram a Deus ou a Jesus Cristo com seus problemas.

Satanás, adversário de Deus desde a antiguidade, também apresentou suas perguntas. Já no jardim do Éden, ele perguntou para um dos membros do primeiro casal humano. Sua intenção era semear a dúvida em seus corações quanto ao mandamento de Deus e assim, seduzi-los a pecar.

“É assim que Deus disse…?” Deus havia ordenado a Adão com clareza absoluta, para não comer da “árvore do conhecimento do bem e do mal”. Essa era a única proibição que eles tinham no jardim do Éden. Mas foram seduzidos e pecaram. Eles duvidaram da Palavra de Deus e também de Sua autoridade e amor. E que sofrimentos resultaram de sua desobediência!

A incitação satânica possui seus frutos até os nossos dias. Muitos que professam ser cristãos têm sido infectados pela descrença na Bíblia. As exigências de Deus parecem insuportáveis ou inconvenientes, assim, as pessoas simplesmente rejeitam a Bíblia como a Palavra de Deus. Elas negam que Deus falou de fato.

Entretanto, qualquer um que coloca em dúvida as reivindicações de Deus, e assim minimiza a transgressão e o pecado, abre mão da salvação de Deus. Qualquer indivíduo ou sociedade em geral que deseja prosseguir sem o perdão e o poder libertador de Deus está irremediavelmente a caminho da ruína. Deus nos oferece uma advertência pontual: “Se não ouvirdes e se não propuserdes, no vosso coração, dar honra ao meu nome, diz o SENHOR dos Exércitos, enviarei a maldição contra vós” (Malaquias 2:2).