Centro de Veneza bate recorde de inundações em 2018

223

O centro histórico de Veneza, no nordeste da Itália, registrou um recorde de inundações em 2018, de acordo com balanço divulgado pela Prefeitura nesta sexta-feira (4).

Segundo os dados oficiais, o fenômeno da “acqua alta” (“água alta”, em tradução livre) se repetiu 121 vezes ao longo do ano passado, quase o dobro do número verificado em 2017.

A cifra inclui apenas marés superiores a 80 centímetros, mas em nove ocasiões a cheia superou os 120 centímetros. O nível mais alto do ano foi registrado em 29 de outubro, com maré de 156 centímetros, o quarto maior patamar da história – o recorde é de 4 de novembro de 1966, com 194 centímetros.

Já o nível médio da água na Lagoa de Veneza ficou em 35 centímetros acima do chamado zero mareográfico, sete centímetros a mais que em 2017. A temperatura média do centro histórico, por sua vez, foi de 15,9 graus, quase um a mais que no ano anterior, mas dentro da média da última década.

O fenômeno da “acqua alta” é comum sobretudo na região da Praça San Marco, no coração do centro histórico de Veneza e área mais alagável da cidade. Estudos apontam que a capital do Vêneto está ameaçada pelas mudanças climáticas e pela contínua erosão do solo lagunar, especialmente em função da passagem de grandes navios. (ANSA)