Para muitas pessoas o Natal não tem relação alguma com Jesus, diz pesquisa

99

O dia 25 de dezembro é tradicionalmente atribuído ao nascimento de Jesus Cristo, muito embora essa data não seja reconhecida oficialmente por teólogos e historiadores. Culturalmente, no entanto, é nesse dia que se comemora o nascimento de Cristo, sendo o significado desse evento a coisa mais importante, uma vez que se trata de um acontecimento histórico.

Apesar de o Natal comemorar o nascimento de Jesus Cristo e tudo o que este evento representa para a humanidade, muitas pessoas estão se distanciando do seu verdadeiro significado, enquanto outras nem ao menos conhecem a sua origem. É o que revela uma pesquisa feita pelo instituto LifeWay Research, que estuda a relação entre igreja e cultura.

Realizada nos Estados Unidos, a pesquisa descobriu que apenas 65% das pessoas enxergam o vínculo do Natal com o nascimento de Jesus, uma queda de percentual quando comparada ao ano de 2014, que era de 79%.

O estudo também mostrou que o número de pessoas que não sabem o significado do Natal subiu de 3% para 16%, considerando a população geral, independente do credo religioso ou mesmo sem religião.

Até mesmo entre os cristãos evangélicos os índices chamam atenção. De 91%, o número dos que associam o Natal a Jesus Cristo caiu para 81% este ano, revelando que a cultura festiva ligada ao consumo vem ocupando cada vez mais espaço, também, entre os que conhecem mais a Bíblia Sagrada.

Para Scott McConnell, diretor-executivo da LifeWay Research, os cristãos têm a responsabilidade de vivenciar o Natal de modo coerente ao seu significado, transmitindo seus valores para os demais, para que todos saibam que em 25 de dezembro comemoramos o nascimento do Salvador da humanidade e que Ele é o único digno de ser adorado.

“Os cristãos podem ser mais bem servidos, encontrando uma maneira de desejar a seus amigos e familiares não-cristãos todas as bênçãos possíveis durante o período em que celebram a Deus por ter abençoado a Terra com Seu Filho”, conclui McConnell.