‘Schumacher não respira por aparelhos’, diz tabloide britânico

140

Acidente do ex-piloto completa 5 anos no dia 29 de dezembro.

O ex-piloto Michael Schumacher, sete vezes campeão mundial de Fórmula 1, não está em coma e mantém seus sinais vitais sem a necessidade de estar conectado a aparelhos, informou o tabloide britânico Daily Mail. O acidente sofrido por Schumacher em dezembro de 2013 quando esquiava em uma pista em Méribel, no sul da França, completa cinco anos neste mês, mas pouco se sabe sobre seu real estado de saúde, que é mantido em sigilo.

No entanto, de acordo com a publicação, o alemão evolui gradualmente, apesar de continuar precisando de atendimento médico diário, a um custo de cerca de 50 mil libras por semana.

Schumacher não mora em um hospital na Suíça, como haviam rumores, mas em uma mansão construída na cidade suíça de Gland, perto do Lago Lehman, com um valor aproximado de 50 milhões de euros.

Imagem relacionada

Ainda segundo o Daily Mail, a família precisou construir uma espécie de hospital na própria casa devido as necessidades médicas do ex-piloto.

A notícia sobre o estado de saúde de Schumacher surge depois do presidente da Federação Internacional de Automobilismo (FIA), Jean Todt, ter revelado que visitou o ex-piloto da Ferrari, com quem assistiu pela televisão o Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1, no dia 11 de novembro.

O acidente completa cinco anos no dia 29 de dezembro, alguns dias antes do aniversário de 50 anos de Schumacher, que é celebrado no dia 3 de janeiro. (ANSA).