ESA lança último de três satélites meteorológicos

363
epa07061009 The moon next to a logo of the European Space Agency ESA at the International Astronautical Congress IAC in Bremen, northern Germany, 01 October 2018. More than 6,000 scientists and space experts meet for the 69th edition of one of the world's biggest space-related congresses which runs until 05 October. EPA/FOCKE STRANGMANN

A agência espacial europeia lançou artefato a partir da base espacial europeia em Kourou, na Guiana Francesa.

O lançamento de uma nova geração de satélites meteorológicos, que pretende melhorar substancialmente a qualidade das previsões, decolou à 22:47 (hora de Brasília). 

O MetOp-C vai se juntar assim aos seus dois predecessores, o MetOp-A (lançado em 2006) e o MetOp-B (2012).

O funcionamento destes satélites é administrado pela Organização Europeia para a Exploração dos Satélites Meteorológicos (Eumetsat), que fará o processamento e a distribuição dos dados a serem usados nas previsões do tempo.

O prazo de vida útil de cada MetOp era estimado em cerca de cinco anos e o planejado era proceder à substituição dos mesmos, contudo os dois primeiros satélites continuaram a funcionar sem problemas muito além das previsões.

“O lançamento sequencial de satélites garante observações contínuas de uma série de variáveis atmosféricas como temperatura, umidade, gases traços, ozônio e velocidade do vento sobre o oceano”, dados usados para “previsões numéricas”, explica a ESA em comunicado.

O MetOp-A e o MetOp-B permitiram reduzir em 27% o erro nas previsões meteorológicas diárias, segundo estudos citados pela Agência Europeia.  Com informações da Lusa.