Publicada em 14/06/2018 às 10:07

Viagra: Prós e contras

O viagra é o citrato de sildenafila, usado no tratamento da disfunção erétil no homem, também chamada impotência sexual. O viagra, tem a apresentação de comprimidos de cor azul niágara.

 

O que é Viagra?

O viagra é o citrato de sildenafila, usado no tratamento da disfunção erétil no homem, também chamada impotência sexual. O viagra, tem a apresentação de comprimidos de cor azul niágara. O medicamento é pioneiro na moderna terapêutica da disfunção erétil masculina. Ele tem sido considerado como uma droga “milagrosa” quanto a seus objetivos e evidências substanciais confirmam essa afirmação. Em todo o mundo, muitos homens passaram a ter oportunidade de voltar a ter uma vida sexual relativamente normal ou mais vigorosa do que antes.

Como o Viagra funciona?

Normalmente, quando o homem fica sexualmente excitado, seu cérebro envia sinais para relaxar as células musculares de seu pênis. Assim, o fluxo de sangue para o pênis é aumentado, produzindo a ereção. A disfunção erétil ocorre quando este processo é interrompido.

O viagra funciona promovendo um aumento do fluxo de sangue para o pênis, contribuindo assim para a ereção. No entanto, o viagra não é um afrodisíaco e ainda exige a excitação sexual para desencadear a ereção. Para obter o melhor efeito, o paciente deve tomar o remédio com o estômago vazio, uma hora antes da relação sexual prevista.

As bebidas alcoólicas fazem com que o viagra seja menos eficaz e aumenta o risco de efeitos colaterais. Os efeitos do viagra duram entre quatro e seis horas, mas isso não significa que a ereção do paciente durará por todo esse tempo; o paciente manterá a capacidade de atingir uma ereção melhorada por esse período de tempo, se for sexualmente excitado.

Viagra: prós e contras

Os prós

  • O viagra trata a disfunção erétil com ótimos resultados. Dessa maneira, contribui muito para melhorar os relacionamentos interpessoais que tenham sido perturbados pelas dificuldades de ereção. Há muitas parceiras que podem estar no auge da sexualidade, mas ficam frustradas porque o homem não consegue mais acompanhá-las.
  • O citrato de sildenafila também é eficiente na hipertensão pulmonar. Ele relaxa a parede arterial, levando a uma menor resistência arterial pulmonar e pressão. Desta forma, ele reduz o trabalho em excesso do ventrículo direito do coração e melhora os sintomas da insuficiência cardíaca do lado direito.
  • Estudos científicos têm relatado que a sildenafila diminui a frequência dos ataques do fenômeno de Raynaud, reduzindo sua duração em 50%, mais que quadruplicando a velocidade média do sangue capilar.
  • O viagra é bastante seguro.

Os contras

  • O viagra não é para todos. Ele pode causar ataques cardíacos e até mortes. Aquelas pessoas que têm fatores de risco para doença coronariana, doença cardiovascular ou hipertensos, diabéticos, pessoas com sobrepeso, que fumam cigarros ou que estão tomando nitratos orgânicos não devem tomar o medicamento.
  • Pacientes com pressão alta, quer tenham problemas cardíacos ou não, também devem evitar o viagra.
  • Algumas vezes a ereção provocada pelo viagra pode perdurar por um tempo anormalmente longo (4 horas ou mais), podendo causar prejuízos irreversíveis ao pênis. Essa condição, denominada priapismo, constitui-se numa emergência médica. O sangue que flui para o pênis não consegue fluir de volta para fora dele com facilidade. Esse ingurgitamento faz com que nenhum oxigênio atinja o tecido peniano, fazendo-o morrer.
  • Além do priapismo, o viagra representa risco significativo para alguns tipos de câncer, sobretudo o melanoma.
  • A medicação não deve ser utilizada se o paciente teve recentemente um ataque cardíaco ou acidente vascular cerebral; se tem doença hepática grave; se usa nitratos para controlar angina ou outro problema cardíaco ou por quaisquer outros motivos.
  • Pode haver efeitos colaterais desagradáveis, embora raros, como dores de cabeça, náuseas, rubor facial, congestão nasal, hipersensibilidade à luz, palpitações, distúrbios visuais transitórios e arritmias cardíacas.
  • Viagra possui interações medicamentosas importantes, só podendo ser usado com a orientação de um médico.
Autor: abc.med.br
Fonte: abc.med.br

Comente com o Facebook