Publicada em 11/05/2018 às 14:56

Sede do Cordeiro - Por Ricardo Oliveira

... Mas o tempo me diz que as memórias são fatores dos quais não nos podemos privar, até por serem uma bela maneira de guardar a identidade.

Imagem relacionadaLembrei-me de todas as minhas vivencias enquanto ainda posso ser poeta. Mas o tempo me diz que as memórias são fatores dos quais não nos podemos privar, até por serem uma bela maneira de guardar a identidade. Mas o que realmente desejo falar neste momento é do amor em ser conduzido pelo encantamento do Mestre Salvador. Este Mestre da sensibilidade no qual me leva a repousar...

E este repouso só encontro nos braços de Deus! Quero sempre cultivar a presença do Senhor que tudo pode, e nele transbordar de sua graça. Unir-me a ele num só coração em uma só carne. Isso significa ter constantemente sede do Cordeiro na Eucaristia. Levo-me a pensar da possibilidade de nunca mais deixar de o comunga-lo, entretanto, sei que posso não ser digno.

Sentir da poesia de Cristo na Comunhão resulta no que São Leão Magno disse: A nossa participação no corpo e sangue de Cristo age de tal modo que nos transformamos naquele que recebemos. Nos transformamos por permanecermos nele e ele conosco de forma plena e harmoniosa como sons de sinos a tocarem na eternidade. E nas Catedrais do interior do ser humano, conviver com seus mistérios pela fé em obras.

Então, desta abertura de sentimentos consiste em a nossa pergunta: como podemos nos consumir de Cristo? Não sei se faço esse questionamento por também me indagar a respeito, ou se tento descobrir algo jamais interrogado por mim. A importância da Eucaristia na minha vida vem a ser repleta de amorosidade e mais profundo do que minha filosofia. Venho a reconhecer a face de Jesus na Poesia do ato de recebe-lo em mim.

Qual é a sua verdadeira sede do Cordeiro?

 

Ricardo Oliveira è Cientista da Religião, Professor, Poeta desde 2003, Especialista em Gestão e Docência em Educação Integral. Sócio associado do Grupo de Poetas Livres/ Florianópolis. Fundador do Jornal Contemplatio.

Grupo no Facebook: Jornal Contemplatio.

Jornal Contemplatio: www.jornalcontemplatio.blogspot.com

A Coluna Versos em Cristo traz a sensibilidade das poesias textuais como belos cânticos a nos ajudar na nossa intimidade com o Mestre. Publicado de Segunda a Sexta.

 

Autor: Ricardo Oliveira
Fonte: Jornal Cristão

Comente com o Facebook