Publicada em 11/01/2018 às 13:58

Infrações aumentaram 48% em cinco anos no Estado de Mato Grosso

O documento traz estatísticas entre os anos de 2012 a 2016. O levantamento mostra que neste período de cinco anos houve o aumento de 48% nas multas de trânsito.

Resultado de imagem para Detran/MTO Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Detran/MT), divulgou ontem o 1° Anuário Estatístico de Trânsito de Mato Grosso. O documento traz estatísticas entre os anos de 2012 a 2016. O levantamento mostra que neste período de cinco anos houve o aumento de 48% nas multas de trânsito. De 581.159 infrações cometidas em 2012 passou para 861.793 em 2016.

O Anuário é um documento técnico que compila dados e informações do trânsito no estado de Mato Grosso, retratando a atual situação do trânsito e todos os seus componentes em nível estadual. Os dados foram organizados e sistematizados pela Unidade de Estatística do Detran-MT, em conjunto com as informações cedidas pela Secretaria de Segurança Pública (SESP/MT), Polícia Militar do Estado de Mato Grosso (PM/MT) e Polícia Rodoviária Federal (PRF).

O documento aponta que no ano passado de 2016 a infração mais cometida foi transitar em velocidade superior à máxima em até 20%, foram 363.773 multas. Em seguida a infração de transitar em velocidade superior à máxima permitida entre 20% a 50%, foram 106.652 notificações. A terceira maior causa de multa foi deixar de utilizar o cinto de segurança com 61.217 notificados.

Um dado que chama a atenção no Anuário do Detran é a redução de acidentes de trânsito nos cinco anos. Em 2012 foram 29.578 acidentes de trânsito, sendo o sábado o dia da semana com maior número de acidentes, 4.614. Já no ano de 2016 os números de acidentes contabilizaram 13.000, sendo a segunda-feira com maiores registros 1.969. As duas cidades com mais acidentes em 2016 foram Cuiabá com 2.309 e Rondonópolis com 1.068. Nos cinco anos analisados foram registrados 110.259 acidentes. Comparando os anos de 2012 e 2016 a redução de acidentes foi de 56%.

De acordo com a responsável pelo anuário, Karollyne do Nascimento Martimiano, o documento é importante porque auxilia na tomada de decisões para solucionar problemas na área de segurança pública e trânsito. “A coleta, compilação e análise dos dados estatísticos resumidas em um único documento se torna uma importante ferramenta para subsidiar as tomadas de decisões nos âmbitos tático e estratégico”, ressalta.

O Anuário - O documento traz os dados da frota do Estado, o número de habilitados por sexo, faixa etária e categoria, o quantitativo de acidentes de trânsito, bem como o ranking de infrações mais cometidas em nosso Estado.

O documento aponta que o crescimento da frota veicular do Estado de Mato Grosso no ano de 2016 foi de 4,41%, o menor dos últimos anos, em 2012 a evolução era de 8,33%. Em 2016 a frota alcançou 1.905.567. (AA)

Autor: diariodecuiaba.com.br
Fonte: diariodecuiaba.com.br

Comente com o Facebook